O que é isso de ser um "bom líder?"

ser um bom líder 

Em primeiro lugar porque um “bom líder” numa cultura ocidental, por exemplo, poderá não ter o mesmo reconhecimento num qualquer outro “ambiente” cultural (…e aqui começamos a perceber que, eventualmente, uma das características necessárias para se ser considerado um “bom líder” passará pela capacidade de adaptação a diferentes contextos socioculturais numa Economia que está cada vez mais globalizada…).

 Em segundo lugar porque poderão alguns considerar que um “bom líder” é aquele que atinge resultados – mas deixa atrás de si um tal “rasto” de “destruição” que faça “outros” considerarem-no uma mera reencarnação de Átila, o Huno, num contexto empresarial.

 Contudo… podemos encontrar um determinado “perfil” se insistirmos em obter resposta à nossa pergunta:

 “Afinal, o que é isso de ser um “bom líder”?

 Recorde-se das diferentes “chefias” que teve ao longo da sua vida profissional…

- Que “traços” marcantes ficaram de cada uma delas?…

- O que lhe “ensinaram”?

- Quais as que partilharam Conhecimento consigo?…

- Que desafios lhe colocaram e que lhe permitiram “crescer” profissionalmente?… Sentiu-se sempre respeitado enquanto Pessoa ou tratado como mero “recurso”?…

- As suas sugestões foram ouvidas?…

- Os sucessos foram partilhados por toda a equipa ou a “chefia” apropriava-se deles?… Havia espaço para os afetos sem descurar os resultados?…

- Eram recompensados os desempenhos ou punidas as “personalidades”?…

- Havia um sentimento de equidade na forma como todos os elementos da equipa eram tratados?…

- De quais tem saudades e quais as que desejaria nunca ter conhecido?… E porquê?…

Poderá colocar muitas outras questões, obviamente. Mas o “caminho” a percorrer será o mesmo. E, no final, certamente, conseguirá identificar quem foram os mais competentes (porque trabalharam e atingiram resultados, para toda a organização, COM as pessoas), os mais justos (porque nunca confundiram simpatias pessoais com avaliação do trabalho efetivamente feito por cada qual), os que mais se preocuparam com o futuro (desenvolvendo novas lideranças sem receio de serem ultrapassados), os que não viraram a cara às dificuldades (mas nunca confundiram processos de “downsizing” com “ajustes de contas”).

Neste momento estará pronto para encontrar a resposta à pergunta que ficou lá em cima, no título…

 

António Luis Lopes
Cegoc

 

Através da forma como responde às questões, a empresa poderá ver o seu nível de pro-atividade, capacidade de comunicação e interesse na vaga.

 

Como utilizar o telefonema antes da entrevista de emprego em sua vantagem?

 

§  Quando não conhecer o número de telefone que o está a contactar, atenda a chamada de modo profissional.

§  Mostre-se entusiasmado com a oportunidade.

§  Lembre-se da pesquisa que fez sobre a empresa (o recrutador poderá “testar” os seus conhecimentos).

§  Demonstre confiança! A empresa quer entrevistá-lo, por isso está interessada no que tem para dizer.

§  Se a empresa perguntar quando seria uma boa altura para a entrevista, dê uma resposta fechada. Pode sentir-se tentado a dizer “quando lhe der mais jeito” para garantir que o empregador fica satisfeito … mas assim não mostrará qualidades de um líder. Diga “Que tal quinta-feira da parte da manhã? A que horas lhe daria jeito?”.

§  Utilize linguagem formal. “Yah”, “Tá bem”, “Fixe”, “Xau” e outras palavras semelhantes são proibidas.

§  Decore o nome da pessoa com quem está a falar ao telefone e utilize ocasionalmente durante a conversa. Criará uma relação emocional ainda antes da entrevista de emprego.

 

 

Fonte: Alerta Emprego

Siga-nos através
Linha de Apoio ao cliente
+351 253 654 082

Newsletter

Receba as nossas novidades no seu email